Eleições 2022

Se as eleições 2018 foram bem baladas e mudaram completamente o cenário político, imagine as eleições 2022.

Isso porque as mudanças serão mais fortes ainda, terá partido sem saber se sua força entre os eleitores permanece forte e terá partido que nem sabe se fará sua candidatura devido ao desgaste em 2018.

O cenário muda quando vemos novas opções de candidatos para Presidente do Brasil, Governador, Senado, deputado federal e estadual que nesse contexto, é dado como uma eleição majoritária.

Partidos para eleições 2022

Em 2018, foi possível ver o PT que estava a mais de 15 anos governando o Brasil. Viu o seu próprio eleitorado escolher um partido completamente oposto aos princípios do que foi visto ao longo de 16 anos.

O PSL ao lado de Jair Bolsonaro conseguiu chegar na eleição de 2018 e se mostrar à frente em todas as pesquisas feitas durante a campanha presidencial. Além disso, outros partidos também se sobre saíram de maneiras bem interessantes, enquanto o PSDB encontra caminhos para conquistar o eleitor novamente, quem chegou em terceiro lugar na corrida presidencial e sendo uma opção muito favorável aos eleitores, foi o Ciro Gomes do PDT.

Diante desses nomes pode ser feito um novo mapa para saber o que pode acontecer nas eleições 2022.

Candidatos a presidente 2022

Confira alguns nomes que pode ficar de fora da disputa presidencial em 2022:

Henrique Meirelles (MDB)

Geraldo Alckmin (PSDB)

Marina Silva (REDE)

Esses nomes são mencionado porque possivelmente os partidos usaram outros nomes para a corrida presidencial em 2022, principalmente no caso de Marina Silva que em 2014 terminou em terceiro lugar com uma média de 22 milhões de votos, onde ela era a vice do falecido candidato Eduardo Campos (PSB).

Em decisão, Marina continuou sendo candidata do PSB com seu possível vice Beto Albuquerque, em 2018 ela acabou tendo um resultado muito abaixo do esperado e terminou em 7º lugar com mais ou menos 1% das intenções de voto. Veja quem são os possíveis nomes para a presidência em 2022:

Jair Bolsonaro (PSL) – tentando a sua reeleição, mesmo ele defendendo a tese de que não é necessário o candidato se reeleger, dependendo do resultado apresentado em 4 anos de gestão, ele possa se candidatar novamente.

Ciro Gomes (PDT) – Foi um dos nomes mais cotados para a eleição de 2018, terminou em 3º lugar com 12,47% das intenções de votos, o que dá uma margem de 13 milhões de eleitores, e na pesquisa feita para um possível segundo turno, ele venceria Jair Bolsonaro.

– Fernando Haddad (PT) – pode acontecer dele mudar de partido, porém mesmo sofrendo a derrota é possível que ele tente se candidatar novamente.

– João Dória (PSDB) – Seria a maior estratégia política do partido, isso porque é notável que Geraldo Alckmin acabou perdendo muito e mostrando ao próprio partido que precisava de uma reformulação.

Ele em 2019, vai assumir o cargo de governador, mas pode fazer a tentativa de se candidatar a presidente.

Dois nomes fortes que pode mudar esse cenário previsto para eleições 2022 seria o Marcelo Freixo (PSOl), onde ele teve uma apresentação na eleição de 2018 obtendo uma quantidade de votos expressivo, isso porque foi o deputado estadual mais bem votado no Rio de janeiro, chegou em segundo lugar e pode ser a opção que o PSOl colocará no lugar de Guilherme Boulos que foi um nome surpresa para a candidatura.

O próximo nome é João Amoêdo (Novo), o partido vem ganhando destaque e o próprio João acabou sendo visto pelos brasileiros como uma boa promessa para a presidência, com isso, ele pode se lançar candidato novamente em 2022 já que conseguiu mesmo sendo um partido novo alcançar uma margem de 2,50% dos votos, deixando a Marina Silva em 7º lugar.

Candidatos a Governadores

Temos a situação dos governadores, ou seja, cada estado terá o candidato em busca da reeleição, mas também terá estado tentando eleger um novo candidato ao cargo.

No Rio de Janeiro, o Crivella já anunciou que vai tentar a reeleição, dependendo do que o João Dória decidir, se ele sair do cargo, possivelmente seu vice fará a tentativa de assumir o cargo.

Em outros estados temos a situação do eleitor escolher o novo governador. Como também na escolha de seus senadores, deputados federais e estaduais.

É importante ressaltar que a partir de 2020, tanto os vereadores e os candidatos a deputado estadual ou sendo ele federal deverão adotar as novas regras aprovadas em 2018, aonde afirma que não será mais aceito coligações partidárias, dessa forma, os partidos deveram informar aos seus possíveis candidatos a deputado como será a nova regra aprovada na câmara.

Datas eleições 2022

Ainda não existe um cronograma eleitoral para 2022 sobre quais são as datas previstas, como a eleição acontece de quatro em quatro anos, e sempre no mês de Outubro, é possível que o primeiro turno esteja previsto para acontecer no Brasil no dia 02 de Outubro de 2022.

O segundo turno está previsto para acontecer em 30 de Outubro de 2022, é importante ressaltar que são cargos majoritários e apenas dois desses cargos citados seguem para o segundo turno se não atingir os 50% mais um voto válido, é o cargo de presidente do Brasil e para governador.

Os demais cargos, o eleitor conhece no primeiro turno, como também pode acontecer do eleitor conhecer seu futuro governador ou presidente no primeiro turno, isso vai depender se ele atingiu os 50% mais um voto válido previsto. Quem faz checagem de votação e apuração dos votos é o TSE.

Leia também: