Haddad 2022 Presidente

Atualizado em

Haddad 2022 – As eleições que vão definir o próximo presidente da república acontecem somente em 2022. No entanto, os candidatos já estão se preparando para a disputa. Nos bastidores da política alguns nomes aparecem, entre eles o de Fernando Haddad. Essa é a principal aposta do PT para barrar o crescimento da extrema-direita.

Fernando Haddad (PT) eleções 2022

Crescimento mundial da extrema-direita

O crescimento da extrema-direita que dispõem de um modo conservador de governar é mundial. Nos Estados Unidos Donald Trump foi eleito com frases polêmicas, ataques ao imigrantes e incentivo ao armamento da população, inclusive de professores. Para parte da população, o que Trump diz são mais do que ofensas, é sim um discurso de ódio.

Macri na Argentina

No país vizinho, a argentina, Mauricio Macri também é um candidato da direita que vem mostrando ‘a que veio’. Na Argentina 1/3 da população vive na extrema-pobreza. Ainda assim medidas de austeridade como aumento de impostos são utilizadas para tentar melhorar a economia.

O resultado das políticas, foi uma marcha que reuniu dezenas de milhares de pessoas na Argentina em fevereiro deste ano. Os manifestantes pediam uma política de combate ao desemprego, ao invés dos cortes de subsídios e redução de serviços públicos propostos pelo governo da direita.

Partidos de extrema-direita agora estão no Parlamento Europeu

Já na Europa, pela primeira vez na história desde a segunda guerra mundial, o parlamento volta a ter partidos de extrema-direita. Os partidos eurocéticos e de extrema direita, como o Agrupamento Nacional, de Marine Le Pen na França, Alternativa para a Alemanha (AfD) e a Liga Italiana, de MatteoSalvini, estão divididos em três grupos no Parlamento Europeu.

São eles: os Conservadores e Reformistas Europeus (ECR), a Europa da Liberdade e da Democracia Direta (EFDD) e a Europa das Nações e da Liberdade (ENF), sendo estes dois últimos de extrema direita.

Com essa base política é possível prever que o pacote de austeridades vai seguir. Na França o movimento dos Coletes Amarelos organiza atos regulares contra os cortes do governo que não estão mais sendo contidos pelas autoridades.

Heranças do PT: Bolsa Família, ProUni, Minha Casa Minha Vida

Esse crescimento mundial veio após a onda da esquerda ter fracassado em muitos sentidos. No Brasil, as políticas dos presidentes Luís Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff conseguiram diminuir em mais de 75% a extrema pobreza. E fazer com que as classes mais baixas tivessem acesso a Universidade com programas como ProUni – (Programa Universidade Para Todos) e Fies – (Financiamento Estudantil).

Já o programa Bolsa Família ajudou a reduzir a fome e colaborou com a emancipação da mulher. E o Minha Casa Minha Vida facilitou o sonho da Casa Própria para quase 10 milhões de brasileiros. O programa entregou 4 milhões de residência, e mais 5,5 milhões já foram contratadas.

Durante a crise mundial de 2008, o presidente Luís Inácio Lula da Silva, conseguiu incentivar a economia a crescer. Ele disse que nos Estados Unidos a crise era um Tsunami, já no Brasil foi denominada como ‘marolinha’ pelo presidente. Entre as medidas tomadas pelo governo destacam-se: liberação de dinheiro de bancos públicos, cortes de impostos e incentivo ao consumo.

Escândalos de corrupção e promessas não cumpridas por Lula e Dilma

No entanto, mesmo com todas as medidas nem tudo foram ‘flores’ no governo do PT. Escândalos de corrupção foram deflagrados durante toda a administração pública. Além disso, os movimentos sociais e parte dos apoiadores da esquerda esperavam mais.

A legalização do aborto, pauta prioritária para as mulheres de esquerda não foi avançada. A reforma agrária não foi feita de forma satisfatória. Não houve uma valorização maior dos professores com aumento significativo das remunerações. Além disso, no governo do PT aconteceu a primeira pequena Reforma da Previdência.

Também deve ler sobre Doria 2022

O golpe de 2016

Atitudes como essa culminaram nos atos de 2013, a pauta principal era a redução da passagem. Pois, em nenhum momento o governo tentou acabar com monopólio das empresas de ônibus nos municípios. O que iniciou com uma bandeira, acabou em uma luta generalizada contra o governo. Nesse momento, a esquerda foi literalmente expulsa dos atos pelo grito ‘Sem partido’ e a direita assumiu as manifestações. O movimento aos poucos tornou-se de extrema-direita e culminou o impeachment da presidente Dilma Rousseff em 2016.

O governo de Temer

O vice-presidente Michel Temer (PMDB) assumiu o país até 2018 e nesse meio tempo conseguiu aprovar pautas da direita, repudiadas pela esquerda e por grande parte da população. Entre elas a PEC 241 (55) que congelou o investimento em saúde e educação em 20 anos.

Ele aprovou também a Reforma Trabalhista que acelerou a implantação das empresas terceirizadas e retirou direitos da classe trabalhadora como nunca antes havia acontecido na história.

Prisão de Lula

lula livre

Nesse contexto, o presidente Lula foi preso na Operação Lava-Jato o que o impediu de concorrer a presidência da República. Assim surge o Fernando Haddad. Como principal oponente nas eleições estava o polêmico Jair Bolsonaro, político de extrema-direita conhecido pelas frases polêmicas, denominadas por muitos como discurso de ódio.

Surge o Fernando Haddad 2022

Haddad perdeu as eleições em 2018, mas é a esperança da esquerda para 2022. Haddad já foi ministro da educação e prefeito de São Paulo.

Haddad foi eleito prefeito de São Paulo em 2012, e fez 123 promessas de campanha, dessas ele conseguiu cumprir 75, ou seja, 58% do que se propôs a fazer.

Haddad como prefeito de SP

O então prefeito prometeu entregar 3 hospitais em sua gestão, mas conseguiu entregar 1, o segundo estava em construção quando ele deixou o cargo. E o terceiro não saiu do papel. Ele prometeu também entregar 43 Unidades de Saúde Básica, mas conseguiu construir 16.

Para amenizar o problema do trânsito, Haddad construiu 400 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas. E construiu 423 faixas de ônibus, que reduziram as faixas para carros, incentivando assim meios alternativos de transporte. O que reduziu significativamente o tempo no trânsito para quem optava pelo transporte público ou por ir de bicicleta. No entanto, o novo edital para acabar com o monopólio das empresas de ônibus e assim conseguir reduzir significativamente o preço das passagens, não avançou.

Já em 2013, o movimento Passe Livre, organizou dezenas de protestos pedindo um novo edital para as empresas de ônibus em SP, os atos foram reprimidos com violência. Assim, Haddad se tornou impopular, e seu governo acabou com 40% de rejeição.

Na educação, Haddad cumpriu a meta prometida e ampliou o número de vagas nas Escolas de Educação Infantil reduzindo significativamente as filas de espera. Assim, muitas mães conseguiram voltar ao mercado de trabalho, pois tinham onde deixar os filhos para poder trabalhar.

Haddad também conseguiu equilibrar as contas da cidade sem aumentar impostos e criou a CGM – (Controladoria Geral do Município) responsável pela descoberta do grande escândalo de corrupção, a máfia do ISS.

Haddad 2022 Presidente

Nas eleições de 2018, o slogan ‘Haddad é Lula’ não colou e a população não confiou no petista para a presidência do país. Para as próximas eleições, a tática de Haddad é se distanciar de Lula e mostrar que tem um novo jeito de governar.

Haddad planeja ampliar os investimentos em educação. Investir para fortalecer os programas sociais como o Bolsa Família, o Minha Casa Minha Vida e o ProUni – (Programa Universidade para Todos).

O candidato tem uma forma diferenciada de ver o Brasil, Haddad é contrário às Reformas, às privatizações, e ao corte de verbas para as áreas de saúde e educação. Diferente do pensamento de Bolsonaro, para Haddad o armamento da população e fortalecimento da repressão só vão trazer mais violência. Por isso, ele quer investir em educação como forma de combater a criminalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *